fbpx
Yes CFTV -

Tag selecionada: #YesCFTV

Yes CFTV - Segurança Ele

Saiba como monitorar e proteger sua empresa através de câmeras de segurança

Para monitorar e inibir ações negativas, é necessário investir em um eficaz sistema de segurança, como o Circuito Fechado de TV, o CFTV.

Com ele você pode detectar, comunicar e inibir ações prejudiciais ao seu negócio.

A ocultação de produtos é um dos tipos mais comuns de furtos, onde clientes e funcionários conseguem furtar e esconder produtos dentro de roupas e bolsas, por exemplo. Ao instalar as câmeras em posições estratégicas, é possível monitorar ações e detectar aquelas que estejam fora da normalidade. A detecção de atividades estranhas pode ser gerada automaticamente pelo equipamento de segurança ou pelo profissional responsável por monitorar o local.

Você deve manter as sessões de monitoramento funcionando o maior tempo possível. Os equipamentos eletrônicos de segurança detectam um problema e o comunicam via sistemas de telecomunicações, podendo essa comunicação se dar de forma sonora, luminosa ou silenciosa.

Quanto à Central de Controle, você pode definir se o sistema será passivo ou ativo. Quando é passivo, o sistema é utilizado apenas para resgatar as imagens. Já no sistema ativo, há presença de pessoas envolvidas no monitoramento. A escolha da localização da central é extremamente relevante, uma vez que lá serão instalados todos os equipamentos de gravação e monitoramento.

É importante estar atento à alimentação das câmeras, o que também parte da avaliação do local em que elas são posicionadas. A qualidade das imagens deve ser levada em consideração durante a escolha do sistema de gravação, assim como a verificação de taxas de atualização no modo de visualização ao vivo e na gravação, período máximo de gravação sem interrupções, facilidade no resgate das imagens, capacidades de exportação de imagens para outras mídias, integração com outros sistemas e possibilidades de acesso remoto. 

Conte com a Yes CFTV – Segurança Eletrônica para proteger sua empresa. Possuímos suporte especializado, contamos com equipe técnica própria e programas exclusivos, para a proteção de empresas e indústrias.

Confira também outros posts em nosso blog e saiba como um Sistema de CFTV pode ajudar sua empresa!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, Quem conhece… Confia!!!

Alguns reflexos da pandemia na segurança pública

O isolamento social é uma das principais mediadas recomendadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde, para a prevenção dos os efeitos da pandemia do COVID-19 que chegou ao Brasil em fevereiro.

Este isolamento causa efeitos nas áreas de saúde pública e de economia, porém o que poucos se atentarão foi em relação à segurança pública, que também é uma área que pode ser afetada pelas consequências da crise.

Algumas das demandas dos setores de segurança, podem até ser aliviadas, com a diminuição de alguns tipos de crimes que acontecem nas ruas. O que também é possível, é o aumento da demanda por causa de crimes relacionados à violência doméstica.

Já é possível identificar um aumento nesses registros nas primeiras semanas do isolamento social. Porém ainda é cedo para dizer com precisão se a quarentena forçada pela pandemia pode contribuir para a diminuição dos índices de homicídios, crimes contra o patrimônio, entre outros.

Além disso, a pandemia pode gerar consequências na manutenção da ordem pública e acarretar em uma possível diminuição do efetivo das forças de segurança, já que os policiais que estão atuando nas ruas correm o risco de se contaminar pela covid-19.Este artigo trata-se de um lembrete de que apesar do momento de crise, não devemos esquecer a importância de se estar seguro, nas ruas e principalmente em nossas residências.

SUPERVISIONE OS FUNCIONÁRIOS DO SEU POSTO DE COMBUSTÍVEL COM EFICIÊNCIA

Supervisionar funcionários é uma prática muito difundida em estabelecimentos comerciais, tanto para ter maior controle de estoque, quanto para ver como o atendimento e serviços estão sendo realizados. Também pode auxiliar na captação de provas para serem utilizadas em processos na justiça do trabalho ou mesmo ter ciência de como acontecem furtos e assaltos. Porém, a ação costumeira esconde detalhes jurídicos delicados. Leia o texto e se informe sobre pontos a serem pensados nas metodologias de supervisão de funcionários e como o empregador pode se eximir de possíveis problemas trabalhistas pela má utilização destes recursos:

INIBIDORES: O monitoramento eletrônico é um dos métodos mais eficazes para a identificação e inibição contra furtos e danos ao patrimônio. Além de proporcionar maior segurança para empregados e clientes. O monitoramento pode ser realizado na parte interna e externa do seu posto de gasolina.

VANTAJOSO: A utilização de tecnologia não proporciona apenas segurança de qualidade, como também, uma economia para seu posto. Isso pelo fato de tornar viável, a diminuição da equipe de vigilância sem perder o nível de segurança. Em alguns casos, o nível de segurança pode até aumentar se comparado a uma equipe de vigilância despreparada.

FURTOS: A instalação de câmeras de segurança pode identificar situações de furto ou roubo no local de trabalho.

IMPRUDÊNCIA: Utilizando câmeras de segurança é possível descobrir imprudências no manuseio de equipamentos, máquinas ou veículos no interior da organização.

CONTROLE DE ACESSO: Filmagens possibilitam acesso ao Controle de Acesso dos empregados.

REGISTRO: Como as imagens geralmente podem ser registradas, elas facilitam a revisão de ocorrências e possibilitando a identificação de determinado fato por parte da empresa ou da polícia.

A LEI: A intimidade, vida privada, honra e imagem são direitos da pessoa que somente a ela cabe tornar de conhecimento público ou não, garante a Constituição. Então, apesar do art. 2º da CLT permitir que o empregador se utilize deste artifício de monitoramento, ( já que somente a ele cabe assumir os riscos da atividade econômica, bem como a direção da prestação de serviços), é importante ressaltar que pode ser exercido, mas desde que a liberdade e a privacidade dos empregados e das pessoas que ali circulam, não sejam violadas. A instalação em lugares impróprios viola a liberdade, a privacidade e a dignidade da pessoa humana, garantidas pela Lei. Desta forma, o monitoramento deve se restringir, principalmente, ao ambiente de trabalho e o de acesso à empresa.

SANITÁRIOS E VESTIÁRIOS: O empregador não poderá monitorar todos ambientes da organização, em especial há restrição de sanitários e vestiários (ainda que se visualize apenas a parte coletiva (pias, corredores, etc.).

SALAS INDIVIDUAIS: A mesma proibição incide sob salas individuais onde não justifica o monitoramento e focalizar câmeras.

SALAS EM PARTICULAR: Não se deve também focalizar apenas uma área ou uma só pessoa, pois tal monitoramento pode ser alvo de discriminação por parte da empresa.

REVISTA: Caso sinta a necessidade de implementar revistas saiba que o empregador tem o direito de adotar este procedimento, mas deverá fazê-lo de forma a não constranger quem está sendo revistado e normalmente é feita por sorteio, de forma discreta e sistemática. Há relatos de que o ambiente de trabalho piora com essa prática vista como uma grande quebra na confiança entre patrão e empregado.

INFORMAR: É importante tanto em termos da justiça, como da cultura empresarial, confiança dos funcionários e inibir atos indesejados, que se informe logo no momento da admissão os objetivos e forma do monitoramento.

VISÃO GERAL: Devem-se utilizar critérios coerentes nas disposições das câmeras, buscando sempre visão geral do ambiente, seja no ambiente interno de trabalho (salão administrativo, almoxarifado e etc.), como nas entradas e saídas extremas do ambiente da empresa (portaria de entrada de pedestres ou de saída de veículos pesados).

MAS É IMPRESCINDÍVEL…: Se determinada área é imprescindível de monitoramento, busque outras formas de controle e de restrição de acesso. Caso não haja forma alternativa, se assegure de solicitar um parecer do departamento de RH ou Jurídico da empresa.

DISPONIBILIZAÇÃO: Jamais disponibilize imagens ou áudios a terceiros. As informações captadas pelo monitoramento cabem somente ao pessoal responsável e, quando necessário, às autoridades policiais.

POSSÍVEIS DANOS: A não observação deste e outros requisitos que se façam necessários pode custar caro ao empregador. Às vezes é melhor demitir um empregado sem justa causa por um suposto roubo (onde há apenas uma suspeita) do que usar de artifícios ilegais e ter que indenizá-lo 20 ou 30 vezes mais do que o valor do objeto/informação que supostamente tenha roubado.

POSSÍVEIS ACERTOS: Por outro lado, sendo possível o monitoramento e uma vez constatado um fato ilícito, a prova captada pode servir como base para uma justa causa, já que a imagem, sendo esta de forma legal, é um dos meios utilizados pela empresa como prova para sustentar a justa causa na defesa de uma eventual reclamatória trabalhista.

NÃO SEJA UM MAU EXEMPLO: As gravações não devem ser utilizadas para análise ou para servir de exemplo, como em vídeos de acidentes de trabalho das empresas, a orientação dos advogados é a mesma: Não Expor os Funcionários.

USO DAS IMAGENS: Excetuando-se as imagens que violam o direito à privacidade, todas filmagens que acontecem no ambiente de trabalho são passíveis de utilização pela empresa sem a necessidade de autorização prévia.

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

Qual treinamento os funcionários do seu posto de combustível devem ter para se proteger de assaltos?

Postos de combustíveis são locais abertos, vulneráveis e com alto fluxo de pessoas, tanto é que notícias de roubo a postos não param de chegar em jornais e pelas redes sociais

Diante disso, é necessário traçar planos de proteção e treinamento de funcionários já desde o início do empreendimento.

Quer aprender a evitar assaltos no seu posto? Aprenda neste texto quais métodos, práticas e aparelhos você e sua equipe devem usar para prevenir e lidar com assaltos no seu posto de gasolina.

MELHOR PREVINIR…

1- FUNCIONAMENTO DAS CÂMERAS Uma medida tradicional e eficaz para intimidar os ladrões é a instalação de câmeras de segurança. É uma ação simples, mas para eficácia da medida, os funcionários devem se atentar a alguns fatores:

– Quanto ao pleno funcionamento das câmeras de segurança;

– Avaliar se as áreas cobertas pela câmera estão sendo pertinentes para coibir e assistir assaltantes;

– Se a iluminação está correta para as imagens ou há áreas onde é necessário utilizar câmeras infravermelhas.

2 – MANUTENÇÃO DA ILUMINAÇÃO Além de ajudar na aparência no posto de combustível, a iluminação deve ser uma prioridade dos funcionários, pois, segundo a Polícia Militar, locais iluminados inibem a ação de bandidos, além de permitir a vigilância de funcionários e clientes. Também auxiliam na captação de imagens pelas câmeras de segurança.

3 – INFORMAR AO LADRÃO Isso mesmo! Seus funcionários devem estar atentos para informar os ladrões da melhor forma possível. Adesivos e placas com avisos de monitoramento, proteção de empresas de segurança, que o cofre não está presente na loja e outros, devem ser mantidos novos, secos e sempre a vista para inibir os bandidos logo quando forem visitar o posto para planejar o assalto. Para isso, informe seus funcionários sobre a importância das placas e adesivos de segurança e que qualquer dano a esse material deve ser informado para a troca o mais rápido possível.

4 – RETIRAR O DINHEIRO DO POSTO Uma das medidas mais importante da responsabilidade do funcionário é ficar com o mínimo de dinheiro no bolso e no caixa. Quando há muitos pagamentos com dinheiro, o caixa acumula valores muito elevados, o que no caso de um assalto, gera uma perda alta, além de incentivar o retorno dos bandidos para o posto.

Por isso, segundo recomendações da própria PM, deve-se realizar uma sangria de caixa. Ou seja, manter apenas em caixa o dinheiro previsto para trocos e outras operações de giro necessárias, o restante deve ser contabilizado e guardado em um local mais seguro, como um cofre com interfone para contato com os funcionários internos, controle de acesso e câmeras de segurança. Esse dinheiro pode ser transportado par ser guardado na conta bancária da empresa, se possível através empresas de segurança profissionais.

5 – MOVIMENTAÇÕES SUSPEITAS Ladrões costumam estudar os locais que pretendem assaltar, por isso uma das primeiras medidas para evitar delitos é treinar seus funcionários para identificar pessoas suspeitas. Trabalhadores devem estar alerta com as características de pessoas suspeitas, como duplas de motoqueiros e pessoas sondando a movimentação, em especial no período noturno e perto de datas festivas. Não se esqueça, funcionários devem sempre informar aos responsáveis, para que seja avaliada a situação nas imagens da câmera de segurança e verificada a possibilidade de repassar as imagens, descrição e a placa do veículo para a polícia militar.

6 – SEMPRE ALERTA E AMIGÁVEL Mostrar segurança no contato com os clientes demonstra que o funcionário está no controle da situação e preparado para qualquer eventualidade. Isso faz com que o suspeito pense duas vezes antes de agir.

7- A NOITE NO POSTO 24H Os trabalhadores de postos de combustível devem estar atentos aos sinais de perigo, em especial os do turno noturno, dado que a maioria dos assaltos a postos de combustível são noturnos. Neste sentido, é importante que:

– Independente do movimento, os donos de postos 24h mantenham um número de funcionários necessários para inibição e estabilização da situação;

– Os funcionários devem ser instruídos para evitar ao máximo se separarem, redobrarem a atenção e informarem qualquer movimentação suspeita.

O ASSALTO FOI ANUNCIADO!

Essa é a parte mais delicada da ação, tanto para o criminoso como para os trabalhadores do posto. Por isso, o mais importante é:

8- MANTER A CALMA informe seus funcionários sobre a importância de tentar manter a calma e agir friamente, tanto quanto possível. Treinamentos, são uma ótima maneira de tranquiliza-los na hora limite, pois instruem quanto aos possíveis atos dos bandidos e formas de como lidar com a situação de forma padrão, sabendo que posteriormente terá o apoio e a compreensão do seu chefe.

9- NÃO REAGIR Os assaltantes traçam um roteiro antes de cometer a ação e chegam extremamente ansiosos e muitas vezes sob o efeito de entorpecentes, sendo assim, quebrar o roteiro dos assaltantes os deixam inseguros e ainda mais ansiosos

10- NUNCA SE DEVE TENTAR FUGIR Estatisticamente, as fugas aumentam consideravelmente a possibilidade dos reféns serem baleados, pois isso desestabiliza os assaltantes e os condicionam a pensamentos limite, como tiros e outras ações violentas.

11- NÃO GRITE POR SOCORRO Sabemos que é instintivo, mas mesmo existindo a oportunidade de gritar por socorro, não é recomendável fazê-lo. Tal ação também pode ir contra o roteiro do assaltante e frequentemente desencadeia uma reação violenta.

12- NÃO COVERSE COM OS ASSALTANTES Seus trabalhadores devem saber que conversar com os assaltantes é um erro. Tentar dialogar pode parecer uma tentativa de assumir o controle da situação, o que também estressa os bandidos e pode desencadear em uma reação dos criminosos.

13- DEVAGAR E SEMPRE Após a vítima informar a necessidade de algum movimento, é necessário executar os atos de forma vagarosa e que demonstrem que não reagirá. Se seu funcionário, por exemplo, estiver na bomba do posto de combustível no momento da ação criminosa, não deve se movimentar bruscamente ao ser abordado, mas tentar fazer isso de maneira lenta e cautelosa.

14- OLHAR DIRETAMENTE PARA OS ASSALTANTES Não olhe nos olhos dos assaltantes, tal ação provoca nervosismo e possível truculência. Mas caso o funcionário perceba que o ladrão está entretido na atuação e se sinta relativamente seguro, para identificação dos criminosos é importante que, de forma discreta, tentem observar o máximo de informações possíveis, tais como descrição dos bandidos, placa da moto e forma de atuação.

15- NÃO NEGUE Caso os bandidos peçam dinheiro, não se deve negar a entregar, porque pode-se, de novo, escapar do roteiro planejado para o assalto e gerar violência. Com medidas como a sangria do caixa a quantia retirada deverá ser relativamente baixa.

16- BOTÃO DO PÂNICO Caso haja no seu estabelecimento, peça que apertem o Botão de Pânico, caso eles sintam que haja segurança para isso.

17- DEIXE OS IR EMBORA Jamais se deve seguir ou correr atrás do bandido, independentemente da circunstância. Deixe-os ir sem problemas. Instrua somente para, se for possível, seus funcionários observem qual o tipo de veículo que utilizaram na fuga e a placa.

18- DEPOIS, DISQUE 190 Após o ato, os funcionários devem imediatamente acionar a Polícia Militar para auxiliar na prisão dos assaltantes e depois seus superiores deverão ser informados para que tomem as medidas emergenciais.

19- FECHE O POSTO Até a chegada da polícia do corpo administrativo, o funcionamento do posto deve ser encerrado imediatamente.

20- PROVAS É importante que os trabalhadores prestem atenção em tudo ao redor e verifiquem se os ladrões não deixaram nenhuma prova que seja de valia para a polícia.

21- AÇÃO CONJUNTA E CENÁRIO DA CRIMINALIDADE: Verifique se há iniciativas de parceria, seja com a PM, com outros postos de combustível da região ou com moradores e comerciantes do bairro. Tal medida é importante porque os bandidos tendem a agir na mesma área e na mesma especialidade. Quanto mais informação sobre os furtos da vizinhança, mas fácil será agir contra os assaltantes.

Neste caso, havendo um assalto em seu posto, peça para que seus funcionários e outros presentes no incidente que descrevam os bandidos, qual a sua forma de atuação e quais objetos subtraídos e repasse para a sua rede. Quanto mais pessoas procurando pelos ladrões, mais chance de serem encontrados e que outros bandidos se sintam inibidos em assaltar.

TREINAMENTO EFETUADO COM SUCESSO!

Agora você sabe como reagir da maneira mais adequada no caso de um assalto no posto de combustível. E ai? Quais dessas medidas de segurança são adotadas pelo seu empreendimento? Suas câmeras segurança estão bem posicionadas?

A YES CFTV possui diversas linhas de produtos ideais para postos de combustível como câmeras de segurança, alarmes, cerca elétrica e controle de acesso.

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

Qual a importância das manutenções preventivas e corretivas dos aparelhos de segurança?

Alguns empresários só encostam em suas câmeras em dois momentos: no dia da instalação e no dia que são assaltados. Isso é um erro! Um sistema de segurança precisa que a manutenção seja realizada de forma regular para que suas funcionalidades e qualidade de imagem estejam de acordo com suas necessidades.

Uma boa manutenção envolve a inspeção de componentes individuais e a mudança de componentes, quando se faz necessário. O objetivo é garantir que todas as partes individuais se comuniquem efetivamente umas com as outras.

Um equipamento de segurança para postos de combustíveis não pode falhar, pois são locais abertos com muita circulação de pessoas, o que gera uma frequente insegurança. Caso não haja controle do funcionamento dos equipamentos e inspeção periódica, é possível ocorrer problemas no seu sistema de monitoramento. Estes problemas podem ocasionar falhas no armazenamento das imagens e dificultar a identificação dos suspeitos.

Com o objetivo de orientar a verificação da necessidade de manutenção das câmeras de segurança. Confira!

LIMPEZA Com poeira, teias de aranha, ninhos e sujeiras as lentes, câmeras, gravadores, monitores e outros componentes podem se sujar. Essa sujeira ou poeira degradam o desempenho do sistema de câmera de segurança. Realizar uma limpeza semanal para que a sujeira do ambiente não atrapalhe o funcionamento e a captação das câmeras. No entanto, para que nada seja desligado ou prejudique seu sistema, o ideal é contar com profissionais que entendam a melhor forma de garantir a limpeza de seus equipamentos.

INSPEÇÃO Examine frequentemente os seus produtos para garantir que esteja funcionando conforme foram projetadas. Certifique-se também que seus dispositivos de monitoramento e gravação estão recebendo imagens e está gravando adequadamente.

CABOS CONECTADOS Verifique se o monitor, as câmeras e demais aparelhos estão conectados aos cabos, recebendo energia e sem sinais de desgaste.

SOFTWARE, COMPONENTES, FONTES DE ENERGIA, ETC… O próprio dono do posto pode realizar algumas inspeções, mas é necessário que um técnico especializado avalie mensalmente o seu sistema. Um técnico executa uma verificação mais completa de todos os componentes, fiação, fontes de energia e sensores no sistema, e faz a substituição ou reparo de algo que não esteja funcionando 100%. Este profissional também atualiza o software (caso seja possível) que seja necessário.

FUNÇÕES DO TÉCNICO ESPECIALIZADO

MOVIMENTO DA CÂMERA é necessário que o especialista monitore todas as funções de controle automatizadas e remotas e que todo o movimento da câmera, bem como a área das instalações que eles visualizam, não sejam obstruídos.

IMPECILHOS A VISUALIZAÇÃO. Árvores e arbustos podem impedir não só a visualização das câmeras de CFTV externas, como também as gravações e quaisquer outra função que ela tiver.

VERIFICAÇÃO DE REGISTRO Os técnicos têm por obrigação verificar a instalação de câmeras, estado das lentes, provedor, dados armazenados no computador, que podem comprometer a funcionamento do circuito de CFTV e se necessário realizar atualizações.

CORROSÕES E DANOS fazer uma verificação periódica tanto dos cabos quanto dos acessórios da CFTV, ajuda a prevenir danos maiores no futuro. Esta verificação, deve ser bem detalhada, passando por exames que incluem sinais de danos físicos ou qualquer forma de corrosão química. Todos os danos identificados neste exame, devem ser reparados o mais rápido possível.                                                                       

SINTONIA COM OUTROS APARELHOS É fundamental que teste sejam realizados nas câmeras de CFTV que estão ligadas a alarmes de incêndio e segurança, pois serão elas que muitas vezes irão disparar os alarmes. Desta forma você estará garantindo que a visibilidade das câmeras não será atrapalhada pela iluminação ou por outros fatores.

ÁUDIO E GRAVAÇÃO após a limpeza e o movimento da câmera serem certificados, o aparelho passa por uma verificação de áudio e gravação.

INDICADORES O técnico responsável analisa se todas as luzes indicadoras e pré-configurações estão funcionando corretamente.

A MANUTENÇÃO DA YES CFTV

Para evitar qualquer falha no monitoramento de vigilância, geralmente, a manutenção do sistema de CFTV é realizada enquanto todos os dispositivos ainda estão em operação. Essa inspeção regular deve ser planejada como parte dos requisitos gerais da lista de verificação de manutenção do sistema de segurança da empresa. Também é uma boa ideia organizar a data de inspeção para que as peças de reposição que possam ser necessárias estejam prontamente disponíveis.

Em resumo, a manutenção preventiva aumenta a confiança em todo o esquema de segurança, e é uma exigência legal, bem como uma condição de seguro de construção comercial.

QUEM DEVE REALIZAR A MANUTENÇÃO?

Os proprietários ou operadores de um sistema de CFTV devem ser capazes de manter as câmeras CFTV limpas e livres de poeira, mas qualquer manutenção técnica programada deve ser realizada por Técnicos Especializados.

O contrato de serviço entre a empresa e o provedor de serviços deve incluir um mínimo de uma visita de inspeção de local por ano. O técnico de serviço qualificado terá uma lista de verificação preventiva de CFTV.

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

EVITE ATROPELAMENTOS EM SEU POSTO DE GASOLINA

Infelizmente, os relatos de acidentes em postos de combustíveis ainda são frequentes nos noticiários. Então, para ajudar a mudar esse quadro, a Yes CFTV – Segurança Eletrônica, preparou esse artigo com dicas de medidas para melhor o trânsito do seu posto!

A dica mais importante para evitar atropelamentos no seu posto de combustível é separar os fluxos de veículos e pedestres, de forma a delimitar locais para pedestres caminharem e veículos passarem. Há diversas maneiras de se fazer isso; a área do posto e os tipos de serviços realizados devem ser levados em consideração.

RAMPAS: Para ajudar os pedestres que passam na calçada, é importante colocar rampas de cimento com elevação maior que o local de passagem dos veículos. As rampas devem ser intermediadas por faixas de pedestres, para sinalizar aos carros a preferência, e devem ser pintadas com tinta amarela, para facilitar sua visualização. Atenção: As rampas devem ser construídas em quantidade suficiente para manter a segurança dos pedestres, quanto maior a distância entre uma rampa e outra, maior a possibilidade de acidentes.

CONE, PEDESTAIS E PLANTAS: Para impedir a passagem de pedestres em locais de fluxo perigoso, como por entre as bombas ou realizar atalhos entrando no posto, vale colocar cones de trânsito, caminhos de pedestais, correntes entre as bombas ou mesmo plantas, que podem ser colocadas em forma de vaso dentre as bombas ou na frente do posto de combustível nas áreas que costumam ser usadas de forma incorreta como fluxo de veículos ou pedestres. Não esqueça de facilitar o trânsito para que os clientes cheguem as lojas do seu estabelecimento em segurança.

DESENHO DE FAIXAS: Além das faixas de pedestre por dentre as rampas, desenhe a área estipulada para os carros, motos e caminhões abastecerem. Indique também com setas qual é a mão que deve ser seguida e qual é a entrada e qual a saída de veículos, diversos acidentes são causados por esse tipo de engano.

INSTRUA OS FRENTISTAS: Os frentistas do seu posto de combustível devem ser instruídos a orientar o fluxo de veículos, percebendo quando pedestres tentam passar pelo fluxo de veículos, em especial quando há motos envolvidas e em dias de movimentação intensa. Não esqueça de prever antecipadamente como deve ser a fila de espera caso haja acumulo de veículos.

ACIDENTE NO SEU POSTO? Mesmo tomando todos esses cuidados, não é possível controlar as atitudes dos outros envolvidos. Como agir nessa situação?! Caso necessário forneça as imagens das câmeras de segurança, se bem posicionadas e com boa resolução, elas podem indicar como o acidente se deu, quais os envolvidos e, inclusive, as placas dos veículos.

A Yes CFTV possuí as melhores marcas de câmeras e produtos de segurança do mercado. Instalação e manutenção realizada por técnicos próprios, especialistas em diversos segmentos, como postos de combustíveis, por exemplo. Não deixe de ver outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica! Confira nossos produtos e entre em contato pela nossa central de atendimento: (31) 3377-2913 ou pelo whatsapp: (31) 3377-2913.

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

OS PRODUTOS DE SEGURANÇA CERTOS PARA PROTEGER CADA ÁREA DO POSTO DE COMBUSTÍVEL

Uma área aberta, com movimentação de muitas pessoas e frequentemente com funcionamento 24h, postos de combustíveis são chamariz de marginais. Veja agora, quais produtos podem tornar seu empreendimento um local seguro para você, seus funcionários e clientes:

CÂMERAS DE SEGURANÇA Para vencer a insegurança e cobrir a grande área dos postos de combustível será necessário cobrir toda área com diferentes tipos de câmeras de segurança. Hoje temos câmeras modernas para cada tipo de demanda:

Caso o lojista opte pela instalação de câmeras de gravação 24h, vale sinalizar que o local é monitorado por estes equipamentos. E, na hora da instalação, evite toldos, marquises ou quaisquer objetos que dificultem a realização das imagens;

Lembre-se de que, internamente, a iluminação da loja é fundamental para inibir a ação dos criminosos;

Certifique-se de que as câmeras da segurança tenham boa qualidade. Quando há necessidade de análise das imagens e o equipamento é ruim, pouca pode ser sua serventia para a identificação de provas;

Para posicionar a câmera, opte por enxergar a área externa e a maior parte possível da área interna;

Além disso, para impedir que as câmeras sejam violadas, há diversas caixas de proteção para cada tipo de câmera. 

ALARMES – Além das câmeras de segurança, também é primordial que os postos de gasolina, possuam o sistema de alarme, que podem estar ligados a câmera e sensores de movimento. Desta forma você evitará, que invasores invadam tanto a área das bombas, como também o escritório onde se encontra o cofre do posto. Alguns alarmes permitem que você programe um horário, para que eles sejam desativados e ativados. Além do horário programado, você poderá ativar ou desativar ele remotamente. Outros modelos permitem apenas que a ativação e a desativação sejam feitas no próprio local, o qual não faz deles menos indicados para postos.

SIRENE A sirene tem por objetivo fazer a comunicação dos eventos da central de alarme ou cerca elétrica com o usuário/operador. Além disso se houver uma intrusão no perímetro ela irá emitir um sinal sonoro que pode inibir a ação do invasor.

CONTROLE DE ACESSO O controle de acesso é indicado para controlar a entrada e saída de pessoas no escritório ou em outras dependências mais restritivas do posto. Também pode ser limitado pelo controle, os horários de acesso de cada pessoa à determinada dependência do posto.

Confira todos estes produtos em https://www.yescftv.com.br/cftv/, e entre em contato com nossos especialistas, e descubra qual produto é o mais apropriado para a demanda do seu posto de combustível. Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

COMO EVITAR EXPLOSÕES EM POSTOS DE COMBUSTÍVEL?

Os esforços para evitar riscos não podem estar apenas no papel ou no discurso dos gestores de postos de combustíveis. Quando a segurança realmente é prioridade, as ações para promovê-la estão na prática do dia a dia.

Essa preocupação é visível na conscientização permanente de funcionários e clientes, iniciativas de capacitação, cumprimento das normas e aquisição de equipamentos de segurança de qualidade.

O manejo de produtos que oferecem qualquer risco exige uma série de cuidados. Por isso, a comercialização dos materiais inflamáveis em postos de combustível exige adaptações e medidas de segurança para prevenir acidentes, incêndios e explosões.

O seu posto já segue as normas para evitar riscos? Tem dúvidas quanto às medidas necessárias para preveni-los? Então aproveite o post que preparamos e descubra se o seu estabelecimento é um lugar seguro para armazenar materiais inflamáveis:

NORMA NR20 Criada em 1978 e com a sua última revisão em 2014, a norma tem por objetivo estipular atributos mínimos para a gestão de segurança e saúde no trabalho para extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação de inflamáveis e líquidos combustíveis. A boa aplicação da NR 20 evita acidentes nos postos de combustíveis e garante a segurança e a saúde de todos, já que ela faz uma análise de risco que facilita a identificação dos problemas.

PARA FUNCIONAR o posto de combustível precisa possuir documentação de classificação de instalação (o local), dos equipamentos e da capacitação dos funcionários.

CAPACITAÇÃO para implantar a NR 20 os postos são obrigados a capacitar todos os seus funcionários com aulas teóricas e práticas, podendo ir do nível básico ao avançado, variando de acordo com cada função. O trabalhador é peça fundamental nesse processo porque conhece os problemas do dia a dia no posto. A observação do trabalhador é importante na implementação da análise de risco.

RISCOS Trabalhar em postos de gasolina, pode trazer riscos não só pelos acidentes, mas também pelo danos à saúde, devido à grande exposição à compostos químicos, presentes dos combustíveis (Benzeno, tolueno e xileno), além de extremamente tóxicos, eles também são cancerígenos. Por este motivo é essencial que todos os prestadores de serviço do posto, façam o curso de capacitação da NR20, pois será lá, que ele será alertado dos riscos de toxidade e acidentes mais comuns em postos de gasolina.

TODOS Fornecedores, parceiros e clientes também devem estar cientes dos riscos existentes nos postos de combustíveis e quais atitudes tomar para evitar acidentes.

IGNIÇÃO As principais medidas de prevenção a acidentes com líquidos combustíveis e inflamáveis ainda é o controle das fontes de ignição. Mas o que é uma fonte de ignição? Fonte de ignição é nada mais do que um dispositivo que inflame o fogo.

ACIDENTES TÍPICOS
– Incêndio: Começa pequeno.

– Emissão tóxica: é possível sentir um cheiro característico e perceber o vazamento.

– Explosão: O único destes que não dá sinal de aviso é a explosão.

ANÁLISE DE RISCO É muito importante realizar análise de risco, manutenção e inspeções periódicas dos locais e equipamentos onde se armazenam e utilizam inflamáveis e líquidos combustíveis, além de treinar os trabalhadores e fazer a limpeza constante das áreas.

MEDIDAS PREVENTIVAS

– ABASTECIMENTO: não abastecer veículos ligados;


– CELULARES: não usar celulares nas pistas de postos;


– CIGARRO: não fumar dentro de um posto de combustível ou local de abastecimento;


– GARRAFAS PET: não abastecer combustíveis em recipientes não apropriados como o caso de garrafas pet;


– ISOLAMENTO: realizar o isolamento de forma adequada no processo de descarga do combustível;

– EQUIPAMENTOS: utilizar equipamentos apropriados para o manuseio de inflamáveis como: luvas de malha, lã, algodão, lanternas que são antiexplosão.

– PLACAS: A sociedade e clientes devem contribuir passando a informação a todos e respeitando as regras existentes, presentes em placas de advertências colocadas nos postos de combustíveis.

– FRENTISTAS: Devem reforçar a importância sobre a área de risco.

– TREINAMENTO: 100% dos colaboradores dos postos de combustíveis devem possuir treinamento e cursos de capacitação frequentes.

TANQUES: Tanques de armazenamento e bombas de distribuição devem ser adequadamente mantidos e monitorados.

ARMAZENAMENTO: O armazenamento de gasolina pode representar vários riscos: Incêndio / explosão, danos ambientais, efeitos na saúde quando manipulados por indivíduos.

ESTOQUE: Alguns itens de estoque e produtos químicos utilizados na lavagem de carros e para limpeza geral podem prejudicar a saúde. A exposição a eles através de vazamento acidental, pode causar problemas respiratórios, dermatites ou queimaduras químicas. Para evitar esses vazamentos é essencial guardar, todos os produtos químicos em seus recipientes originais. Ter ciência de todas as substâncias presentes no produto é de extrema importância para se definir a melhor forma de armazenamento.

– COLISÃO: A colisão de veículos com estruturas pode causar acidentes, por isso é preciso elaborar um sistema seguro de circulação, por exemplo, um sistema unidirecional para entrar e sair do pátio e fornecer áreas suficientes de estacionamento longe das bombas.

– VESTUÁRIO: É preciso treinar o pessoal e fornecer vestuário de proteção apropriado.

– MANUSEIO MANUAL: A remoção das capas de acesso aos tanques de armazenamento, o deslocamento dos cilindros de GLP e o posicionamento de grandes recipientes de líquido de limpeza podem causar lesões nas costas ou tensões musculares. Para evitar essas lesões, basta eliminar o manuseio manual, informar aos funcionários as melhores técnicas de elevação, além do fornecimento de equipamentos adequado.

– ESCORREGADIO:  A umidade do pátio durante o inverno, pode representar um risco para os pedestres. Combustíveis e óleos derramados no chão, também podem causar escorregamentos. Para evitar esse tipo de acidente, o pátio deve estar sempre limpo e caso aconteça algum acidente, os funcionários devem estar devidamente treinados, para lidar com a situação da melhor forma possível.

– ELETRICIDADE: O uso indevido de equipamentos e o armazenamento inadequado, podem causar acidentes, principalmente de choques elétricos, por causa do uso de certos equipamentos com a fiação danificada em ambientes úmidos. Para se prevenir destes transtornos, é importante que a instalação elétrica, seja periodicamente vistoriada por um eletricista certificado e os equipamentos utilizados, principalmente os que são manuseados em áreas úmidas, devem estar em bom estado e com as fiações devidamente encapadas. Caso o seu posto, possua lavagem de carro, você precisa se certificar que a instalação naquele local, esteja impecável e que os funcionários possuam os equipamentos necessários, para evitar qualquer acidente elétrico. Uma boa dica é colocar um botão de parada de emergência, nas maquinas de lava-jato.

– SISTEMAS DE AR COMPRIMIDO: Os principais riscos advêm do abuso desse equipamento e da inflagem em excesso dos pneus do veículo. Para controlar esses danos, certifique-se de que o sistema de ar esteja localizado à vista do atendente da loja para garantir uma supervisão constante e exiba informações claras sobre o uso do sistema de ar, por exemplo, o driver deve verificar as pressões corretas dos pneus e treine pessoal no uso seguro do equipamento.

Seguindo estas medidas de segurança periodicamente, você estará evitando que ocorra uma grande tragédia não só com os trabalhadores, mas também com pessoas que trafegam e circulam nas proximidades!

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

CHEGARAM ASSALTANTES NO MEU POSTO E AGORA???

Se o cidadão comum já está vulnerável a assaltos, os números de ocorrências em postos de combustível são ainda mais alarmantes. Sendo assim, é preciso que os proprietários se adaptem e busquem formas de se prevenir ao máximo da ação de criminosos para garantir a integridade dos seus funcionários e clientes.

Pensando nisso, sugerimos que leia as seguintes dicas, sobre:

  • Como seus funcionários devem agir DURANTE um assalto:

1 . MANTER SEMPRE A CALMA – É importante que os funcionários entendam que o nervosismo deles, só aumenta o nervosismo dos assaltantes. Além de se encontrem em uma situação limite, frequentemente estão sob uso de drogas pesadas. Mantendo a calma até a situação acabar, é possível que o assalto ocorra que forma mais rápida e segura. Neste momento, é vital continuar sereno e jamais realizar qualquer tipo de movimento brusco, para não dar margem a impressões erradas nos ladrões.

2. DEMONSTRAR COOPERAÇÃO – O assalto já está acontecendo e não há como voltar atrás. A prioridade é preservar a vida de todos. Por isso, não mostre resistência e jamais faça com que o ladrão precise falar duas vezes, ele não está brincando. Responda rapidamente aos questionamentos e entregue o que for pedido para que ele saia o mais rápido possível do estabelecimento.

3. NÃO REAGIR – Pense, os assaltantes traçaram um roteiro antes de cometer a ação. No momento de cometer a ação, chegam ao estabelecimento extremamente ansiosos e muitas vezes sob o efeito de entorpecentes, sendo assim, quebrar o roteiro dos assaltantes os deixam inseguros e ainda mais ansiosos. Essa é com certeza, uma mistura perigosa para quem está com uma arma de fogo em mãos.

4. NÃO FUGIR – Estatisticamente, as fugas aumentam consideravelmente a possibilidade dos reféns serem baleados, pois isso desestabiliza os assaltantes e os condicionam a pensamentos limite, como tiros e outras ações violentas.

5. NÃO GRITAR POR SOCORRO – Sabemos que é instintivo, mas mesmo existindo a oportunidade de gritar por socorro, não é recomendável fazê-lo. Tal ação também pode ir contra o roteiro do assaltante e frequentemente desencadeia uma reação violenta. O melhor é se render, tentar manter a calma e aguardar esses minutos de tensão terem um fim.

6. SEM PAPO FURADO – Outra medida comum, mas perigosa, é tentar entrar em contato com o assaltante, mesmo tentando negociar ou conversar. Isso é um erro. Tentar dialogar pode parecer uma tentativa de assumir o controle da situação, o que também estressa os bandidos e pode desencadear em uma reação dos criminosos.

A EXCEÇÃO: A exceção a essa regra é somente se for muito necessário realizar algum movimento com as mãos, como pegar uma chave no bolso ou estiver na bomba do posto no momento do anúncio do assalto, por exemplo. Nestes casos, os assaltantes devem ser informados, caso contrário, poderão confundir objetos com armas ou achar que as vítimas pegarão uma arma ou tentando resistir de alguma forma.

7. INFORMAR SEUS MOVIMENTOS – Para evitar consequências mais sérias, informe sempre o que vai fazer, ainda que seja algo simples e banal. Se precisar pegar uma chave dentro do bolso ou deixar o tanque, anuncie o movimento antes de praticá-lo.

8. ATENTAR AOS DETALHES – É difícil se concentrar em uma situação tensa e de risco. Mas, se tiver condições de segurança, preste atenção a detalhes como fisionomia, altura, timbre de voz, roupas e a placa do veículo. Tais aspectos podem ser importantes no momento de identificar os assaltantes. Isso só deve ser feito por pessoas que conseguem manter a calma e a concentração, de forma discreta. Nunca olhe fixamente para o bandido.

9. DEIXAR OS LADRÕES IREM EMBORA – Independentemente da circunstância, jamais se deve seguir ou correr atrás do bandido. Deixe-o sair sem problemas. Se for possível, sem precisar sair do estabelecimento, observe o tipo de veículo que ele utilizou na fuga.

  • Como seus funcionários devem agir DEPOIS DO ROUBO:

Passados o susto e a situação de perigo, ainda existem etapas que os funcionários precisam cumprir para minimizar os prejuízos:

1. FECHAR O POSTO – Imediatamente depois do ocorrido, o posto deve ser fechado até a chegada da polícia, que registrará a ocorrência.

2. PROVAS – É importante prestar atenção em tudo ao redor e verificar se o ladrão não deixou nenhuma prova.

3. TESTEMUNHAS – É necessário pegar os dados de todas as pessoas estavam na loja durante a ação(nome, endereço, telefone, entre outros).

4. FAZER A OCORRÊNCIA – Ligar para a polícia depois do episódio é uma das etapas mais importantes, tanto para a captura dos assaltantes, quanto para atentar o poder público do acontecido. Além disso, há questões burocráticas como a reposição por parte do seguro.

5. CLIENTES – Não discutir o caso com os clientes. Deixar que as autoridades façam as perguntas necessárias.

6. IMPRENSA – Gostando ou não, sempre há a possibilidade da imprensa notificar o assalto em seu posto de combustível. Dificilmente uma negativa vai descartar com que façam uma matéria para um jornal. Neste caso, é melhor estar presente e dar sua versão dos fatos para se ter um mínimo de controle sobre o que vai ser veiculado. A entrevista deve ser restringida ao gerente, ou ao dono do posto.

Agora você sabe como reagir da maneira mais adequada no caso de um assalto no posto de combustível. E ai? Quais dessas medidas de segurança são adotadas pelo seu empreendimento?

Prevenir é melhor do que remediar? Quando se trata de segurança a resposta é SIM. O custo de prevenção é muito inferior aos prejuízos gerados por um assalto no comércio. Portanto, aprender a se prevenir é fundamental.

A melhor maneira de fazer isso, é treinando seu grupo e estruturar seu sistema de segurança tendo como base técnicos e aparelhos de monitoramento eficientes para reforçar a segurança do local.

FAÇA UMA AVALIAÇÃO EM SEU POSTO

Para saber quais são os pontos vulneráveis do seu posto de combustível, é importante avaliar cada detalhe. Janelas, áreas não iluminadas levando em consideração os fatores que podem facilitar a ação de criminosos.

Para uma maior efetividade desse processo é essencial a realização de uma Avaliação Técnica para conhecer os pontos mais frágeis do estabelecimento em termos de segurança. A partir dessa avaliação, o proprietário poderá identificar os pontos de vulnerabilidade e analisar quais são as medidas cabíveis para reforçar a segurança.

Mas atenção! A avaliação só será efetiva se feita ou acompanhada por um especialista ou uma empresa do ramo de segurança. Assim, será possível detectar fragilidades e aplicar melhorias.

Mesmo tomando os cuidados necessários, ter câmeras de segurança e um sistema de alarme são quesitos importantes para intimidar ladrões e melhorar a segurança do seu estabelecimento. Ainda assim, mesmo que um assalto ocorra, a polícia poderá ser acionada com maior rapidez, tomando todas as providências necessárias para repreender os criminosos.

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

WhatsApp chat