fbpx
Yes CFTV -

Síndico Profissional E Seu Papel Junto Ao Condomínio

Você sabe qual é o papel do síndico profissional?

Muitas pessoas ficam na dúvida sobre o que se trata esse profissional e qual a diferença dele para um síndico morador.

Bom, a primeira diferença começa quando este é contratado para exercer somente a função de síndico.

Sendo assim, ele se dedica somente à gestão do condomínio. Em relação ao trabalho, tudo se mantém o mesmo. No entanto, ele acaba sendo um profissional mais adequado para poder lidar com as questões do local.

Sendo assim, se você tem dúvidas quanto a isso, continue lendo este artigo.

O Que Faz Um Síndico Profissional?

Como dissemos, um síndico profissional é uma pessoa liberal que é contratada para exercer única e totalmente o papel de síndico.

Ao contrário de um síndico que mora no condomínio e pode ter uma falta de noção técnica e pouco tempo para se dedicar às atividades, o síndico profissional não passa por esse tipo de situação.

Há três motivos pelo qual esse tipo de profissional é muito importante:

  1. Capacitação técnica: este profissional pode fazer a boa gestão do condomínio por ter uma noção de gestão de pessoas, finanças, processos de compra e manutenção;
  2. Impessoalidade: por não possuir vínculos com nenhum morador, isso dá ao profissional mais imparcialidade na hora de tomar decisões e um maior profissionalismo;
  3. Disponibilidade: ainda que o profissional não fique o tempo inteiro dentro do seu local de trabalho, ele sempre estará disponível para solucionar as ocorrências que aparecer.

Nem sempre os moradores se oferecem para ser síndico. Isso porque este é um trabalho muito desgastante e extenso.

Nesse caso, o síndico profissional entra para tomar controle da situação e assumir esse papel.

A legislação já considera esse tipo de contrato, desde que ele não ultrapasse 2 anos e seja renovado.

Quais as funções dos síndicos profissionais?

Aqui, o trabalho do síndico não muda em nada em relação síndico morador. Como dissemos, a única diferença é que ele não mora onde trabalha.

Sendo assim,  as principais funções que realizam são:

  • Convocação de assembleia;
  • Representante;
  • Defesa dos interesses dos moradores;
  • Cumprir e fazer cumprir as regras;
  • Fazer o controle financeiro;
  • Ser intermediador;
  • Gerenciar quadro de funcionários;
  • Fazer o seguro dos edifícios;
  • Prestar contas.

Tanto o contratado quanto o voluntário só são eleitos pela assembleia do condomínio.

A única diferença é que o síndico profissional deve realmente fazer um contrato com um terceiro após eleito.

Aliás, quando há a assembleia para decidir isso, acaba-se criando uma grande oportunidade para realizar um contrato de prestação de serviços e alinhar o que os moradores esperam com o novo profissional.

Nessa reunião, pode tratar assuntos sobre:

  • Definição de horário de trabalho,
  • Responsabilidades,
  • Remuneração,
  • Etc.

Tudo isso irá servir como um início de diálogo para que não haja uma falta de comunicação no futuro e um possível problema.

Quando e Porque Esse Tipo De Profissional É Contratado?

Como dissemos, o trabalho de um síndico pode parecer fácil mas é algo muito exaustivo.

Sendo assim, nem todo mundo possui tempo disponível para se dedicar às tarefas do local e a suas tarefas pessoais.

Portanto, ter esse profissional irá depender de cada condomínio e sua necessidade, visto que esse tipo de contrato não é obrigatório.

Logo, isso não é uma regra.

Cabe então ao local, verificar se há pessoas disponíveis para a função, se possuem tempo, entre outros fatores.

Há também quem opte pela contratação desse profissional por conta da eficiência e técnica que ele possui.

Desse modo, podem ajudar bastante na gestão.

Abaixo, confira algumas vantagens e desvantagens deste profissional.

Vantagens

1. Especialista no que faz: ainda que os recursos para ser um síndico não sejam muitos, esses profissionais, em geral, detém uma noção maior e mais experiência nesse trabalho.

Isso significa que se o condomínio procura por alguém que dê os resultados com mais agilidade, então essa é a escolha certa.

2. Relação profissional: Muitas vezes a relação do síndico com os moradores pode atrapalhar em algumas ações.

Com o síndico profissional isso não acontece, pois por não ter  relação próxima a nenhum morador, ele terá maior impessoalidade para resolver as coisas.

3. Imparcialidade: Por sua conduta somente profissional para com o condomínio, fica mais fácil a questão de resolução de conflitos.

Desvantagens

1. Ausência:  Como dissemos, o síndico contratado não é uma pessoa que mora no condomínio. Portanto, isso significa que se alguma situação de emergência acontecer, ele pode não estar presente no momento.

2. Despesas: O síndico profissional é um contratado do condomínio, portanto, ele ganha um salário para cumprir seus deveres.

Esse dinheiro irá sair do custo do condomínio, ou seja, mais uma despesa que deve-se analisar.

O síndico muitas vezes recebe um salário simbólico ou apenas a isenção da taxa de condomínio.

3. Falta de convívio: Esta é uma característica boa e ruim ao mesmo tempo. Isso porque o síndico que reside no lugar possui muito mais proximidade às necessidades do condomínio.

Além disso, ele sofrerá um impacto direto nas ações tomadas pelo condomínio.

Até que o profissional contratado consiga pegar esse ritmo e familiaridade, levará um tempo.

Há alguns fatores que o condomínio deve prestar atenção na hora de contratar um bom profissional.

  • Fazer uma pesquisa;
  • Verificar informações;
  • Pedir recomendações;
  • Depoimentos de outras pessoas;
  • Analisar a técnica da pessoa;
  • Checar se ele tem um curso;
  • Se tem antecedentes;
  • Entre outros.

Checar os aspectos jurídicos também é muito importante antes de iniciar toda a operação de contrato.

Conclusão

Vimos então que a função do síndico profissional é exatamente a mesma do síndico voluntário.

A cada dia, essa é uma profissão que vem crescendo. A terceirização de serviços é algo muito comum e oferece praticidade.

Se você faz parte da assembleia de condomínio e este acabe sendo um dos impasses que estão enfrentando, procure saber um pouco melhor sobre essa alternativa.

Analise as condições do condomínio e perceba se é necessário contratar esse profissional.

Conseguiu entender um pouco mais sobre esta profissão? Nos conte aqui nos comentários e não se esqueça de compartilhar este artigo para que mais pessoas o vejam.

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: