fbpx
Yes CFTV -

No Seu Condomínio, Seu Vizinho Escuta Som Alto Até Tarde? Saiba O Que Você Deve Fazer Nessa Situação

O som alto no condomínio é algo que perturba muitos moradores. Principalmente porque muitas pessoas não respeitam o volume e nem o horário para isso.

Uma das maiores reclamações quando se trata de condomínio, é sobre o som do vizinho muito alto.

Isso acaba gerando muitas brigas quando não resolvido.

Sabemos o quanto um som alto pode atrapalhar a rotina de uma pessoa, principalmente quando esse som se prolonga durante a noite.

Sendo assim, para que conflitos maiores sejam evitados, veja aqui neste artigo como você deve prosseguir caso esse esteja sendo um dos problemas que vem enfrentando.

Como Prosseguir Quando Há Som Alto No Condomínio?

Quando a questão de um impasse envolve som alto, o bom senso é sempre quem deve predominar.

Isso porque um dos maiores vilões da boa convivência é o barulho alto feito pelo vizinho. Cerca de 90% das reclamações que o sindicato da habitação recebe é sobre este assunto.

A lei perante isso diz que os ruídos que acontecem nas áreas residenciais não podem ir além de 55 decibéis no período de 7 as 20 hrs e 50 decibéis para o período das 20 às 7 hrs.

Com exceção de fim de semana e feriados, o período de 50 decibéis acaba sendo estendido para as 9 hrs.

No entanto, como ninguém anda com um medidor de decibéis ou faz a contratação de um perito para que faça essa conferência, as regras são que acabam prevalecendo aqui junto com o bom senso.

Sendo assim, cada condomínio deve ter sua regra estabelecida para esses casos.

Geralmente, o limite tolerado pela maioria dos lugares é até as 22h.

Cabe à assembleia fazer a decisão determinar os horários que o som alto é permitido e também se esse limite pode ser estendido quando feito em áreas comuns como o salão de festas.

Dentro de um condomínio o que deve imperar é o respeito

Independentemente da existência da lei do silêncio ou não, o que deve prevalecer dentro do condomínio é o respeito para com o outro.

Este é o primeiro passo para que não haja desentendimentos.

É importante que você veja a sua volta que tipo de pessoa é seu vizinho. Se é um idoso, um recém-nascido, doentes, enfim.

No entanto, também deve-se haver um certo tipo de tolerância para que brigas e reclamações sejam evitadas.

Então, se um vizinho estiver fazendo muito barulho, o primeiro passo para que isso se resolva é através da conversa amigável.

Caso essa questão não resolva, aí sim é hora de comunicar o zelador ou notificar a administradora do condomínio para que se tome providências.

Quais medidas tomar quando há som alto no condomínio?

Bom, há algumas medidas que podem acabar sendo tomadas em algumas situações.

Se o barulho incômodo for de salto, pisada de pet ou de móveis arrastando, é possível que através de uma conversa, se possa instruir o vizinho a adotar carpetes ou mantas no piso.

Isso não fará com que o barulho suma, mas, com certeza, irá diminuir o ruído.

Quando se trata de conversas altas, gargalhadas, etc, é possível resolver esse problema ao instalar no teto ou nas paredes um revestimento dry wall, que abafará esses sons.

Já para aqueles ruídos que incomodam e provém de obras, a única solução é conversar com seu vizinho para que vocês cheguem a um acordo.

Para aqueles vizinhos que abusam do som alto, também vale a conversa. Caso não se resolva, você poderá acionar o síndico também ou a administradora.

É importante que todos os moradores saibam a regra de boa convivência do local para que situações indesejadas como essa não aconteçam.

Quando se pode solicitar a polícia?

O código civil não possui uma norma exata quando se trata de barulho em condomínio.

No entanto, alguns atos podem acabar sendo considerados como Contravenção Penal de Perturbação do Sossego (art, 42 da lei de contravenção penal).

Esse tipo de ocasião acontecerá quando o morador que estiver com o som alto, já tenha recebido a notificação mas ainda assim, não tomou nenhuma medida para que pudesse diminuir o som.

Nesse caso em especial, pode-se acionar a polícia para que intervenha.

Isso pode causar um grande desconforto e uma alteração dos ânimos, no entanto, é um meio eficaz de proceder.

Se você for acionar a polícia, o ideal é que você se mantenha no local até que ela chegue.

Caso esse tipo de acontecimento tenha uma certa recorrência, o ideal é que a pessoa vá recebendo notificações e multas.

Ao persistirem, o condomínio pode acabar entrando com uma ação judicial para pedir a exclusão do morador no condomínio.

Por se tratar de algo extremo, acaba sendo necessário que esse ponto não chegue a ser necessário.

Em geral, as questões de som alto no condomínio acabam sendo resolvidas através de diálogos ou notificações.

Quase nunca acaba sendo necessário incluir a polícia no meio.

No entanto, se isso for preciso, não hesite.

Preservar uma boa relação é fundamental, mas é necessário que todos tenham consciência e senso para saber quais os limites dentro de uma vizinhança.

Quando esses eventos acontecem em datas especiais ou esporadicamente, o outro lado deve entender e compreender, para que não se crie um caso desnecessário.

Agora, se isso acontece com uma frequência e o incômodo é algo presente durante a semana, não há razão para que você não comunique o outro e tente chegar a um acordo que tenha benefício para ambos. 

O som alto no condomínio como pudemos ver acaba sendo algo que incomoda muitas pessoas.

Esperamos que por meio desse texto, você consiga amenizar os problemas que vem tendo e encontre uma solução para isso.

Lembrando que nem sempre é necessário chegar no meio de intervenção extrema. Tente resolver com um bom diálogo, caso não adiante, aí sim você pode fazer uso de outros meios.

Faça com que o síndico esteja ciente de tudo o que acontece.

Conte aqui nos comentários se você passa ou já passou por essa situação. Aproveite e compartilhe este artigo com outras pessoas.

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: