fbpx
Yes CFTV -

CHEGARAM ASSALTANTES NO MEU POSTO E AGORA???

Se o cidadão comum já está vulnerável a assaltos, os números de ocorrências em postos de combustível são ainda mais alarmantes. Sendo assim, é preciso que os proprietários se adaptem e busquem formas de se prevenir ao máximo da ação de criminosos para garantir a integridade dos seus funcionários e clientes.

Pensando nisso, sugerimos que leia as seguintes dicas, sobre:

  • Como seus funcionários devem agir DURANTE um assalto:

1 . MANTER SEMPRE A CALMA – É importante que os funcionários entendam que o nervosismo deles, só aumenta o nervosismo dos assaltantes. Além de se encontrem em uma situação limite, frequentemente estão sob uso de drogas pesadas. Mantendo a calma até a situação acabar, é possível que o assalto ocorra que forma mais rápida e segura. Neste momento, é vital continuar sereno e jamais realizar qualquer tipo de movimento brusco, para não dar margem a impressões erradas nos ladrões.

2. DEMONSTRAR COOPERAÇÃO – O assalto já está acontecendo e não há como voltar atrás. A prioridade é preservar a vida de todos. Por isso, não mostre resistência e jamais faça com que o ladrão precise falar duas vezes, ele não está brincando. Responda rapidamente aos questionamentos e entregue o que for pedido para que ele saia o mais rápido possível do estabelecimento.

3. NÃO REAGIR – Pense, os assaltantes traçaram um roteiro antes de cometer a ação. No momento de cometer a ação, chegam ao estabelecimento extremamente ansiosos e muitas vezes sob o efeito de entorpecentes, sendo assim, quebrar o roteiro dos assaltantes os deixam inseguros e ainda mais ansiosos. Essa é com certeza, uma mistura perigosa para quem está com uma arma de fogo em mãos.

4. NÃO FUGIR – Estatisticamente, as fugas aumentam consideravelmente a possibilidade dos reféns serem baleados, pois isso desestabiliza os assaltantes e os condicionam a pensamentos limite, como tiros e outras ações violentas.

5. NÃO GRITAR POR SOCORRO – Sabemos que é instintivo, mas mesmo existindo a oportunidade de gritar por socorro, não é recomendável fazê-lo. Tal ação também pode ir contra o roteiro do assaltante e frequentemente desencadeia uma reação violenta. O melhor é se render, tentar manter a calma e aguardar esses minutos de tensão terem um fim.

6. SEM PAPO FURADO – Outra medida comum, mas perigosa, é tentar entrar em contato com o assaltante, mesmo tentando negociar ou conversar. Isso é um erro. Tentar dialogar pode parecer uma tentativa de assumir o controle da situação, o que também estressa os bandidos e pode desencadear em uma reação dos criminosos.

A EXCEÇÃO: A exceção a essa regra é somente se for muito necessário realizar algum movimento com as mãos, como pegar uma chave no bolso ou estiver na bomba do posto no momento do anúncio do assalto, por exemplo. Nestes casos, os assaltantes devem ser informados, caso contrário, poderão confundir objetos com armas ou achar que as vítimas pegarão uma arma ou tentando resistir de alguma forma.

7. INFORMAR SEUS MOVIMENTOS – Para evitar consequências mais sérias, informe sempre o que vai fazer, ainda que seja algo simples e banal. Se precisar pegar uma chave dentro do bolso ou deixar o tanque, anuncie o movimento antes de praticá-lo.

8. ATENTAR AOS DETALHES – É difícil se concentrar em uma situação tensa e de risco. Mas, se tiver condições de segurança, preste atenção a detalhes como fisionomia, altura, timbre de voz, roupas e a placa do veículo. Tais aspectos podem ser importantes no momento de identificar os assaltantes. Isso só deve ser feito por pessoas que conseguem manter a calma e a concentração, de forma discreta. Nunca olhe fixamente para o bandido.

9. DEIXAR OS LADRÕES IREM EMBORA – Independentemente da circunstância, jamais se deve seguir ou correr atrás do bandido. Deixe-o sair sem problemas. Se for possível, sem precisar sair do estabelecimento, observe o tipo de veículo que ele utilizou na fuga.

  • Como seus funcionários devem agir DEPOIS DO ROUBO:

Passados o susto e a situação de perigo, ainda existem etapas que os funcionários precisam cumprir para minimizar os prejuízos:

1. FECHAR O POSTO – Imediatamente depois do ocorrido, o posto deve ser fechado até a chegada da polícia, que registrará a ocorrência.

2. PROVAS – É importante prestar atenção em tudo ao redor e verificar se o ladrão não deixou nenhuma prova.

3. TESTEMUNHAS – É necessário pegar os dados de todas as pessoas estavam na loja durante a ação(nome, endereço, telefone, entre outros).

4. FAZER A OCORRÊNCIA – Ligar para a polícia depois do episódio é uma das etapas mais importantes, tanto para a captura dos assaltantes, quanto para atentar o poder público do acontecido. Além disso, há questões burocráticas como a reposição por parte do seguro.

5. CLIENTES – Não discutir o caso com os clientes. Deixar que as autoridades façam as perguntas necessárias.

6. IMPRENSA – Gostando ou não, sempre há a possibilidade da imprensa notificar o assalto em seu posto de combustível. Dificilmente uma negativa vai descartar com que façam uma matéria para um jornal. Neste caso, é melhor estar presente e dar sua versão dos fatos para se ter um mínimo de controle sobre o que vai ser veiculado. A entrevista deve ser restringida ao gerente, ou ao dono do posto.

Agora você sabe como reagir da maneira mais adequada no caso de um assalto no posto de combustível. E ai? Quais dessas medidas de segurança são adotadas pelo seu empreendimento?

Prevenir é melhor do que remediar? Quando se trata de segurança a resposta é SIM. O custo de prevenção é muito inferior aos prejuízos gerados por um assalto no comércio. Portanto, aprender a se prevenir é fundamental.

A melhor maneira de fazer isso, é treinando seu grupo e estruturar seu sistema de segurança tendo como base técnicos e aparelhos de monitoramento eficientes para reforçar a segurança do local.

FAÇA UMA AVALIAÇÃO EM SEU POSTO

Para saber quais são os pontos vulneráveis do seu posto de combustível, é importante avaliar cada detalhe. Janelas, áreas não iluminadas levando em consideração os fatores que podem facilitar a ação de criminosos.

Para uma maior efetividade desse processo é essencial a realização de uma Avaliação Técnica para conhecer os pontos mais frágeis do estabelecimento em termos de segurança. A partir dessa avaliação, o proprietário poderá identificar os pontos de vulnerabilidade e analisar quais são as medidas cabíveis para reforçar a segurança.

Mas atenção! A avaliação só será efetiva se feita ou acompanhada por um especialista ou uma empresa do ramo de segurança. Assim, será possível detectar fragilidades e aplicar melhorias.

Mesmo tomando os cuidados necessários, ter câmeras de segurança e um sistema de alarme são quesitos importantes para intimidar ladrões e melhorar a segurança do seu estabelecimento. Ainda assim, mesmo que um assalto ocorra, a polícia poderá ser acionada com maior rapidez, tomando todas as providências necessárias para repreender os criminosos.

Veja outros artigos do nosso blog e confira outros casos que podem ajudar a compreender melhor sobre segurança e CFTV. Veja também outras seções do site e descubra as vantagens de adquirir um Circuito Fechado de TV, com a Yes CFTV – Segurança eletrônica!

Yes CFTV – Segurança Eletrônica, QUEM CONHECE CONFIA!

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: