Yes CFTV -

Tag selecionada: escola

Alarmes e CFTV reforçam a segurança nas escolas municipais

Cerca de dez dias após sofrer um ato de vandalismo em suas dependências, a Escola Municipal Arthur Guimarães, localizada no bairro Nova Esperança, em Belo Horizonte, está recebendo um novo sistema de alarme para inibir novos ataques. Por determinação do prefeito Alexandre Kalil (PHS), o sistema que garantia a segurança apenas das salas da diretoria, laboratórios de informática e de coordenações, agora foi estendida também para as salas de aula.

Um dos objetivos do sistema é o de detectar movimentos suspeitos fora do horário escolar. Quando isso ocorrer, o alarme será acionado alertando a central de monitoramento que imediatamente acionará as forças policiais e a Guarda Municipal.

De acordo com a secretária de Educação, o reforço na segurança com a instalação de sistemas de alarmes e de monitoramento será expandido para todas as 52 unidades escolares da rede. “Nós finalizamos um processo licitatório, no qual obtivemos uma nova empresa ganhadora que se comprometeu em instalar o novo sistema de alarmes nas 52 escolas e câmeras de circuito interno de TV (CFTV). Estamos partindo agora para a sofisticação da segurança nas escolas, a fim de proteger o patrimônio, a partir da instalação de câmeras em locais apontados pelas autoridades de segurança como prioritárias. A Secretaria de Educação já está atuando nos processos relativos a esta novidade”, revelou a secretária em entrevista ao jornal O Tempo.

Relembre o caso

No último dia 15, a Escola Municipal de Arthur Guimarães, que atende aproximadamente 780 alunos, de três a cinco anos de idade, foi invadida durante a noite por vândalos, que destruíram oito das 20 salas da unidade. Segundo relato da direção da escola, os invasores danificaram uma série de materiais de uso em sala de aula com os alunos, danificaram armários, quebraram maçanetas e espalharam tudo pelo chão. Segundo informaram, os criminosos chegaram a defecar no local e ainda tentaram atear fogo em uma mesa de uma das salas da escola que não possui vigia e está em recesso escolar. O caso foi registrado na delegacia de Resende (89ª DP). Ações criminosas como a que vimos na Arthur Guimarães, além de onerar os cofres públicos e o bolso do cidadão pagador de impostos, prejudicam o desenvolvimento da educação e do ensino para nossas crianças”, lamentou o prefeito na ocasião.

O que está esperando para contratar este importante serviço em sua residência e se proteger da violência de qualquer espécie? Nós da YES CFTV temos toda a solução para você. Entre em contato no número (31) 3377-2319, converse com um especialista, agende uma visita e deixe sua segurança por nossa conta.

Violência nas escolas atinge professores e alunos dentro e fora do país

Constantemente as câmeras de segurança  flagram ações de agressões, abusos, roubos, etc. Dessa vez, o fato aconteceu em uma pré-escola de Ohio, nos Estados Unidos. O flagrante foi feito a uma professora que arrastava um aluno pelos corredores da instituição. As imagens mostram a criança sendo puxada pelo braço e com o corpo praticamente todo em atrito com chão. O diretor Joe Shorokey, disse em entrevista que a atitude da profissional não condiz com os valores da escola e pediu desculpas à comunidade.

Já aqui no Brasil, o que se vê é uma realidade diferente, as principais vítimas de agressões físicas e verbais são os professores. Pesquisas mostram que 82% dos profissionais que lecionam já sofreram algum tipo de violência. Em MG, a cada 3 dias há pelo ou menos uma ocorrência registrada no disque-denúncia do sindicato da categoria. E mais, 42% dessas denúncias vem da rede particular de ensino.  

Este tipo de ação muitas vezes é inibida com a instalação de um circuito fechado de televisão (CFTV). Uma vez que são capazes de registrar o ato e auxiliar na identificação do autor.  

Quer mais dicas de segurança, fique ligado nas nossas redes sociais: Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter.