Yes CFTV -

Tag selecionada: circuito fechado de tv

Como-funciona-o-sistema-CFTV

Como funciona o sistema CFTV?

De acordo com pesquisa realizada em 2016 pela empresa de estudos de mercado Growth for Knowledge (GfK) com 21 países, o Brasil é, com 64%, o país número 1 quando se trata de preocupação com a segurança. O alto índice de violência nos meios urbanos faz com que, cada vez mais, pessoas busquem por meios de se proteger de quaisquer infortúnios. Nesse contexto, existe uma grande busca por pela instalação de sistemas de vigilância como Sistema CFTV. Mas você sabe o que é e como funciona esse sistema?

O QUE É SISTEMA CFTV

O Circuito Fechado de Televisão (CFTV) é um sistema de transmissão de sinal fechado, onde os sinais não são distribuídos de forma pública, mas são monitorados para fins de vigilância e segurança.  O conceito de CFTV baseia-se na instalação estratégica das câmeras para observação privada através de monitores e é chamado de circuito fechado de TV, pois a conexão entre os monitores, câmeras e gravadores de áudio acontece por meio de um cabo coaxial  ou link wireless específico para esse tipo de comunicação. O sistema deve ser configurado por um técnico de segurança que definirá acessos limitados, por questões de segurança.

O uso mais conhecido do CFTV é, provavelmente, o sistema de segurança, aplicado em lojas, supermercados, bancos e qualquer outro estabelecimento público que utilize sistemas de vigilância. Antigamente, esse sistema de monitoramento utilizava monitores de baixa qualidade, preto e branco e sem opções de interatividade. Hoje, graças à evolução da tecnologia, os monitores além de coloridos e de alta resolução, fornecem ao administrador do CFTV a possibilidade de interagir com as imagens, utilizando, por exemplo, a função de zoom em uma área ou pessoa específica e, em alguns casos, reconhecimento fácil. Ferramentas que possibilitam melhor vigilância e maior segurança para quem o utiliza.

COMO FUNCIONA A INSTALAÇÃO

O circuito funciona da seguinte maneira:

1)            A câmera de vigilância envia o sinal dos vídeos ou imagens para a o sistema de gravação, denominado DVR Stand alone que recebe os arquivos e os armazena onde foi pré-determinado;

2)            Para que a câmera funcione em harmonia com o sistema, é necessário que um balun seja instalado entre os equipamentos, para evitar a perda ou interferência no sinal;

3)            A fim de conseguir o melhor funcionamento do sistema de câmeras, é instalada uma fonte de alimentação de boa qualidade que adeque também o dimensionamento da câmera para o monitor, assim, a qualidade e o sinal não são perdidos durante a transmissão;

4)            Por último, para que todo o equipamento, inclusive o DVR, funcione normalmente, é necessária uma boa fonte de alimentação e ambiente adequado e refrigerado para não danificar o equipamento.

É de extrema importância que todo o processo de instalação seja realizado por um profissional especializado em CFTV, que irá criar um projeto adequado às suas necessidades e encontrará os melhores posicionamentos de câmeras, configuração do equipamento e ainda poderá prestar suporte para o sistema de vigilância, além de ensiná-lo a operar os equipamentos da melhor – e mais segura – forma possível.

Se interessou pelo nosso conteúdo? Acesse o blog e fique por dentro das notícias relacionadas à segurança. Quer segurança e praticidade? Agende uma visita (gratuita) com um de nossos consultores comerciais, que irá avaliar a situação e oferecer os melhores projetos, personalizados às suas necessidades. Ligue agora para nossa central de negócios no telefone: (31)3377-2913.

O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO: NÃO COBRAMOS MENSALIDADES!

Siga nossas redes socais e receba dicas de segurança toda semana!

Mantenha a segurança do seu comércio na Black Friday

O mês de novembro chegou e com ele começam as promoções da Black Friday. De olho na melhoria das vendas, muitos comerciantes fazem ações e preços promocionais que atraem consumidores ansiosos que aproveitam o momento para já fazer as compras de final de ano.

Para quem não sabe, a Black Friday surgiu nos Estados Unidos e acontece na 4ª sexta-feira do mês de novembro, geralmente após o feriado de ação de graças, onde os lojistas dão até 70% de desconto em produtos que estão em seus estoques. Aqui no Brasil, muitas lojas do varejo fazem promoção durante todo mês e não apenas da sexta-feira especial.

Segurança com o melhor custo/benefício

As promoções atraem um maior fluxo de pessoas dentro do comércio, com isso, aumenta também os riscos de roubos, furtos e ações de vandalismo. Sua loja está segura para essa data? Pensando na segurança do seu patrimônio, a Yes CFTV também está com preços imperdíveis para esse mês. Alarmes, câmeras e manutenção com condições especiais.

A Yes CFTV é uma empresa especializada em segurança eletrônica e está há 23 anos no mercado trazendo soluções inteligentes e SEM MENSALIDADES para seu maior custo/benefício. Nosso sistema de CFTV (circuito fechado de televisão) permite que você acompanhe tudo que acontece na sua loja de qualquer lugar do mundo, através de smartphone, tablet ou computador. Evite prejuízos!

Agende agora mesmo uma visita gratuita com um de nossos consultores comerciais (31) 3377-2913 ou 98309-9151 (Whatsapp).

Nossas linhas completas;

Alarmes

– Câmeras de segurança

– Cerca elétrica

– Concertina

– Controle de acesso

– Interfones

– Vídeo porteiro

Quer ficar por dentro das nossas dicas de segurança, promoções e lançamentos? Acesse nossas redes sociais (Facebook e Instagram)

Yes CFTV – Quem conhece, confia! 

Dicas para evitar assalto na famosa saidinha de banco

Um dos assaltos mais comuns é a famosa “Saidinha de banco” e a YES CFTV lhe dá algumas dicas de segurança para quem for sacar dinheiro em agências e caixas eletrônicos.

Confira abaixo as dicas:

NO BANCO

– Verifique se na agência, existem câmeras de segurança em pontos estratégicos. Em caso de assalto, você poderá requerer as imagens.

– Evite colocar muitas notas e moedas no bolso, fazendo volume e chamando a atenção de meliantes. Também não saia do banco carregando um envelope contendo dinheiro.

– Após o saque, o cliente jamais deve sair a pé ou entrar num ônibus. A preferência é usar um carro, ou pegar um táxi.

– Dê preferência a transações eletrônicas como DOC, TED, transferência via telefone ou internet, evitando fazer saques de grandes quantias em espécie.

– Se precisar fazer saques de valor alto, evite contar o dinheiro em locais públicos ou muito visíveis. Caso haja necessidade, verifique se o banco possui salas reservadas para este fim (alguns bancos têm salas especificamente para retirada de dinheiro de forma muito discreta e sigilosa).

– Aproveite o tempo da fila para observar as pessoas ao seu redor, procurando alguém “interessado” em você.

– Procure não realizar um único saque: se possível parcele o valor, os dias e horários dos saques.

– Se desloque ao banco sempre acompanhado e evite fazer comentários com pessoas estranhas, mesmo as que estiverem muito bem vestidas.

– Se perceber que está sendo observado por alguém dentro da agência, fale com algum funcionário do banco ou com os seguranças.

– Mude sempre os trajetos e os horários para ir ao banco.

– Desconfie das pessoas que passam muito tempo no banco sem buscar atendimento ou realizar alguma operação.

– Após a saída do banco, procure ser discreto.

– Caso perceba que está sendo seguido por alguém, entre em alguma loja movimentada e ligue para a Polícia, através do número 190.

– Em caso de assalto, NUNCA reaja. Seu dinheiro, por mais suado que seja, não é mais importante que sua vida e pode ser adquirido novamente com trabalho e esforço.

EM CAIXAS ELETRÔNICOS

– Não escolha a data de nascimento nem repita o mesmo número várias vezes, como senha de seu cartão magnético.

– Não aceite ajuda de pessoas desconhecidas, que lhe ofereçam isenção de tarifas e outras vantagens financeiras.

– Quando precisar de ajuda no caixa eletrônico ou na agência bancária, dirija-se somente ao funcionário do banco.

– Não procure ajuda de estranhos.

– Ao sacar, coloque o dinheiro em vários bolsos.

– Evite abrir carteiras ou bolsas na frente de todo mundo.

– Prefira os caixas eletrônicos localizados em shopping centers, dentro de agências bancárias e em ruas ou locais bem iluminados.

– Evite fazer saques à noite.

– Certifique-se que não há alguém suspeito por perto, antes de entrar em um caixa eletrônico. – Não guarde o cartão bancário e a senha no mesmo lugar, e não os entregue a estranhos. O ideal é memorizar a senha.

– Mantenha o corpo próximo à máquina e cubra o teclado com as mãos, evitando que outras pessoas vejam as informações na tela, sua senha e o valor retirado.

– Verifique sempre se o equipamento está funcionando antes de inserir o seu cartão no caixa eletrônico.

Gostou das dicas? Temos muitos mais nas nossas redes sociais, segue lá: FacebookLinkedinInstagram.

Quer ficar tranquilo e ter sua residência protegida, entre em contato conosco. Temos soluções ideais para sua residência e seu negócio. 31 3377-2319.

Que falta faz um circuito interno de TV, a agressão contra a professora poderia ser evitada

Imagine este depoimento (é fictício): “Sou do sexo feminino, tenho 24 anos, tenho ensino superior completo e nenhum registro criminal. Em uma discursão com a cunhada do meu marido, ela com 26 anos, me agrediu verbalmente, inclusive colocando o dedo indicador junto a minha face. No ápice da minha ira lhe dei um pontapé na coxa esquerda, ela tentou revidar, mas apenas conseguiu me dar um empurrão…ela continuou me agredindo verbalmente e eu não consegui me conter. Dei um dei um tapa em sua face, ela tentou revidar, mas não conseguiu, e disse que a briga não ia ficar assim, que iria fazer de tudo pra me prejudicar, prestou queixa na delegacia……e aqui estou eu para saber o que devo fazer.”

Um advogado diria: “A primeira coisa é que ela poderia estar respondendo um processo seu, já que cometeu o delito e por calúnia, ou difamação ou injúria, cabe a você dizer. A agressão física está no código penal, no artigo 129, lesão corporal, rito sumaríssimo. No entanto, na realidade será muito difícil você cumprir algum tipo de pena, tendo em vista que além de tudo você pode alegar o mesmo artigo acompanhado do parágrafo 4º, diminuição da pena, e se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral ou sob o domínio de violenta emoção… Neste caso o juiz pode diminuir a pena de um sexto a um terço. Ela prestou queixa, então cabe a você aguardar agora tranquila, por que prisão não dá…” Complicado não?

Esta semana, uma professora de Literatura e língua portuguesa, Maria, de 51 anos, foi agredida por um aluno na cidade de Indaial, em Santa Cantarina. Como se não bastava toda humilhação, ela foi exposta em redes sociais, que desencadeou um ataque cibernético contra ela. Aquele dia da agressão, era o seu primeiro dia de aula, no caso, da professora.

A situação vivida por Friggi nesta segunda-feira é, segundo dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), é uma experiência vivida por muitos professores brasileiros. Em 2014, uma pesquisa feita em 34 países revelou uma estatística alarmante. Nada mais do que 12,5% dos educadores brasileiros disseram sofrer agressões verbais ou intimidações de alunos ao menos uma vez por semana. A média entre todos os países foi de 3,4%. Provavelmente este número tende a ser maior.

O que aconteceu de fato?

Conforme relatou em uma postagem no Facebook, já compartilhada mais de 321 mil vezes, Maria Friggi foi agredida por um estudante durante a aula, tudo por que lea pediu que o aluno colocasse o livro sobre a mesa, e aí ela foi xingada, foi atingida com um livro, humilhada e levou um soco no rosto, agressões. “Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede”, escreveu a professora.

Mesmo com as manifestações de solidariedade numa rede social, também houve muitas mensagens de ódio. Muitos internautas acusaram-na de ter feito comentários elogiosos à uma ovada desferida contra o deputado federal Jair Bolsonaro.

Nos comentários, ela leu que “apanhou pouco” e que “se a senhora e vários outros professores se preocupassem em ensinar ao invés de imbecilizar os alunos, cenas como essa não existiriam nas escolas. Você é cupada por incentivar o desrespeito, a falta de educação, o vitimismo e o coitadismo”.

Em resposta, a professora fechou suas páginas nas redes sociais para comentários. Antes disso, no entanto, afirmou em uma mensagem: “dilacerada ainda, mas em paz”.

E se a escola tivesse um circuito interno de TV instalado (CFTV)?

Certamente esta violência poderia ser evitada. Entre os serviços integrados à segurança eletrônica, podemos destacar o sistema de alarmes, monitoramento 24 horas e sistema CFTV. Neste último, as imagens geradas pelas câmeras instaladas no local são monitoradas pelo sistema CFTV (Circuito Fechado de TV).

O Circuito Fechado de Televisão é muito eficiente por poder vigiar o lugar de onde estiver e em tempo real. Também existe a opção de pesquisar momentos específicos por meio do histórico gravado. Na hora de contratar do serviço de vigilância eletrônica, você poderá escolher entre câmeras convencionais ou digitais e terá um projeto desenvolvido sob medida para garantir a sua segurança.

Entre as vantagens de se investir neste tipo de monitoramento, está a questão preventiva. O fato de se tratar de um ambiente filmado, pode funcionar como um fator psicológico para inibir a ação de criminosos. O Circuito Fechado de Televisão também é importante para identificação de criminosos e as imagens são usadas como provas para acusação.

A videovigilância ainda pode ser usada pela empresa para o controle do fluxo de pessoas, entrada e saída de mercadorias, veículos e visitantes. Este procedimento pode fazer parte das medidas de segurança da empresa.

O que está esperando para contratar este importante serviço em sua residência e se proteger da violência de qualquer espécie? Nós da YES CFTV temos toda a solução para você. Entre em contato no número (31) 3377-2319, converse com um especialista, agende uma visita e deixe sua segurança por nossa conta.

Sua casa ou apartamento protegidos: dicas para escolher alarmes residenciais

Muitas pessoas imaginam que para instalar equipamentos de segurança eletrônica, principalmente alarmes de segurança, em suas residências devem fazer grandes investimentos. Mas, para manter a casa ou o apartamento protegidos há muitas opções com custo acessível e fácil instalação. Por isso, aqui vão algumas dicas que vão auxiliar você na hora de escolher os alarmes para seu patrimônio.

  • Não deixe sua segurança nas mãos de qualquer pessoa: a primeira coisa é pesquisar uma empresa especializada e de confiança para fazer a venda e instalação dos equipamentos. Isso irá garantir a prestação de serviço, todo suporte e treinamento necessário para manusear o sistema.
  • Muita atenção na hora de escolher os sensores: existem diferentes tipos de sensores para áreas internas e externas. Tenha o cuidado de pesquisar qual o melhor para cada cômodo da sua residência.
  • Cuidado com a fiação: se o sistema de cabeamento ficar muito longo, é melhor optar por um sistema de alarme sem fio, assim você não terá que furar paredes e nem fazer modificações na rede elétrica.
  • Verifique regularmente a bateria: os sistemas de alarme sem fio são alimentados através de bateria. Não deixe de testar a bateria do seu equipamento pelo ou menos uma vez ao mês para garantir o bom funcionamento.
  • Opte por um sistema descomplicado: existem no mercado inúmeros fabricantes e modelos de alarmes. Dê prioridade aos que são mais fáceis de manusear, armar e desarmar, inserir códigos, etc.
  • Instrua os membros da família: após a instalação, é imprescindível que todos os moradores da residência tenham treinamento sobre armar e desarmar o equipamento, além de ficarem atentos para nunca esquecerem de ativar o sistema antes de saírem de casa, isso deve se tornar um hábito de toda família, para que o local esteja sempre protegido.

Gostou das dicas? Temos muitos mais nas nossas redes sociais, segue lá: Facebook, Linkedin, Instagram.

Quer ficar tranquilo e ter sua residência protegida, entre em contato conosco. Temos soluções ideais para sua residência e seu negócio. 31 3377-2319. 

Câmeras de segurança (CFTV) registra todos os passos de assalto ao Extra

Mais um assalto em ambiente comercial foi filmado por câmeras de segurança (CFTV) em Belo Horizonte. No caso, uma das lojas do supermercado Extra foi a bola da vez. Mas o interessante é que cada vez mais as empresas estão investindo em segurança de seus patrimônios.

O roubo que provocou prejuízos milionários a rede de hipermercados Extra, na BR-356, no Bairro Belvedere, Centro-Sul de Belo Horizonte, está sendo investigado pelo Departamento de Operações Especiais (Deoesp) da Polícia Civil. O crime aconteceu na madrugada da última quarta-feira, 2 de agosto. Funcionários foram rendidos e vários celulares foram levados. A estimativa é que a carga valeria entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

Um inquérito já foi aberto pela Polícia Civil para investigar o caso. A perícia da corporação esteve no local e recolheu elementos que podem levar até os criminosos. Câmeras do circuito interno de segurança flagraram o roubo. As imagens já estão na mão dos investigadores e serão analisadas. Até a publicação desta reportagem, nenhum integrante da quadrilha foi preso.

Câmeras cooperando com a polícia

Os levantamentos realizados pela Polícia Militar mostram que os criminosos começaram o crime na noite de segunda-feira. As imagens do Extra mostram a mulher e um homem entrando no estabelecimento antes das 23h, horário de fechamento da loja. A mulher, que estava com uma bolsa rosa, é vista novamente saindo sem a bolsa antes do fechamento e o homem chega a ser flagrado com o objeto do lado de dentro já depois que as portas estavam abaixadas.

No interior do supermercado, o suspeito e pelo menos um segundo comparsa renderam primeiro um fiscal de loja, funcionário com várias atribuições no hipermercado. Todos estavam encapuzados. Depois, outras pessoas foram rendidas, somando de cinco a oito funcionários. Nenhum deles teve celulares ou outros pertences levados, mas os bandidos conseguiram chegar até o setor de estoque de celulares que seriam comercializados no Extra, levando vários aparelhos armazenados. As caixas foram rasgadas e ficaram para trás.

Imagens de câmeras do Olho Vivo da região mostram um carro vermelho que provavelmente deu apoio aos bandidos e também pode dar mais indícios aos investigadores. Para o tenente-coronel Antônio Balsa Coelho Neto, comandante do 5º Batalhão da PM, há fortes indícios de que o crime tenha sido encomendado. “São ações concatenadas que indicam alguma coisa planejada”, afirma.

A assessoria de imprensa do Grupo Pão de Açúcar (GPA), responsável pelo Extra, afirmou, por meio de nota, que está colaborando com as apurações. “A rede confirma que sua unidade localizada no bairro Belvedere, região Centro-Sul de Belo Horizonte, sofreu um assalto na madrugada desta quarta-feira (02/08). Assim que a ação foi identificada, as autoridades responsáveis foram acionadas. Não houve feridos e a empresa informa que está colaborando com as investigações.”

Não perca tempo, tenha tranquilidade de monitorar seu imóvel ou empresa de qualquer lugar do mundo e qualquer hora usando seu smartphone, tablet ou computador. Agende uma visita gratuita com o nosso consultor comercial pelo site ou se preferir, ligue: 31 3377-2913.

Siga nossas redes sociais e fique por dentro de dicas de segurança, promoções e muito mais: Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter.

App de celular não protege sua residência como as câmeras de segurança

A tecnologia tem o objetivo de tornar a vida mais fácil. Agora, graças a diferentes aplicativos, proprietários que desejam pode transformar dispositivos móveis que não usam câmeras de segurança para monitorar casa.

Aplicativos como IP Webcam ou iVideon, por exemplo, fazem do celular um sistema de segurança uma detecção de circuito de vídeo em tempo real, transmissão de áudio e movimento. De acordo com Javier Álvarez, coordenador da equipe Mobility Energy Sistem, “todos são programas livres e também baixado e configurado com a simplicidade de usar, você só precisa instalar e acessar a conta em dois smartphones diferentes. Um inicia a câmera através da aplicação, e o outro reproduz as imagens filmadas”.

Estes aplicativos são, na maioria, gratuitos, ou custam em torno de U$ 3 dólares. Mas para quem quiser se sentir mais seguro ainda, a instalação de câmeras de segurança em casa é ainda mais eficaz, uma vez que aplicativos não guardam na memória uma filmagem caso sua residência seja assaltada.

As câmeras de segurança tornaram-se uma opção para combater roubos, especialmente durante os períodos de férias de verão e inverno, estações de maior incidências de furtos no Brasil. As câmeras de vigilância são eficazes na prevenção de crimes, pois a sua presença adverte que a casa é monitorada por forças de segurança ou pelos mesmos proprietários.

Em caso de roubos, por exemplo, esta ferramenta de monitoramento tem provas de que os afetados podem apresentar uma queixa junto das autoridades competentes. Há sistemas de monitoramento de alarmes que estão ligados a uma estação central que monitora 24 horas por dia, e as câmeras de segurança podem transmitir imagens diretamente para qualquer computador ou dispositivo móvel com Internet, e pode ser instalado e monitorado pelo mesmo usuário. Essas câmeras têm a vantagem de preços baixos, flexibilidade e imagem garantia de visão noturna.

Quer ficar tranquilo e ter sua residência protegida, entre em contato conosco. Temos soluções ideais para sua residência e seu negócio. Entre em contato no número (31) 3377-2319.

Viaje para Ouro Preto e deixe sua casa em segurança

Viaje para Ouro Preto e deixe sua casa em segurança

Vai viajar no feriado e não quer ter problemas com a segurança do seu patrimônio, a YES CFTV tem uma dica.

Que tal Ouro Preto? Oportunidade para passear, viajar e conhecer novos lugares. Minas Gerais é um estado com muitas cidades históricas, excelente oportunidade de lazer. Próximo à capital mineira, cerca de 100 km, está Ouro Preto, uma cidade incrível, repleta de atrações como museus, igrejas centenárias, casarões, bares e restaurantes.

 

Saindo de Belo Horizonte, a melhor opção é BR-040, sentido Rio de Janeiro até o trevo que dá acesso a BR-356 (conhecida como Rodovia dos Inconfidentes). O trajeto todo asfaltado é um verdadeiro passeio entre as montanhas, repleto de paisagens naturais que dá para abusar nas fotografias.

 

Ouro Preto é fascinante, é uma viagem no tempo do Brasil Colônia. Suas ladeiras de pedra, as ruelas que estampam histórias e tradições. Por ali circularam escravos e grandes personalidades que deixaram seu legado para nosso país. A cidade que se esconde em meio aos vales e a neblina de toda manhã, parece uma tela pintada a mão. Por onde olha, uma surpresa, uma casa em estilo barroco, uma igreja, um monumento. Ouro Preto da pedra sabão, das superstições, dos contadores de história. A cidade que une o antigo com o novo. Das tradicionais festas, comemorações religiosas, aos “rocks” das repúblicas universitárias.

 

A beleza do Barroco

A suntuosidade da arte barroca está por todo canto, são igrejas e construções do século XVIII que tiveram Aleijadinho como grande ícone. Quem quer apreciar essa arquitetura não pode deixar de visitar a Igreja São Francisco de Assis, a Matriz Nossa do Pilar, o Museu do Oratório, a Casa dos Contos, o Museu da Inconfidência, Igreja de Nossa Senhora do Rosário e o Museu da Arte Sacra.

 

A pedra sabão e o artesanato local

Impossível visitar Ouro Preto e não levar uma lembrança. A marca registrada do artesanato local são as peças esculpidas em pedra sabão. São esculturas, imagens religiosas e reprodução de pontos turísticos da cidade. As peças são facilmente encontradas nas tradicionais feiras da cidade, a principal localizada em frente à Igreja de São Francisco de Assis, ou na Associação dos Artesãos de Ouro Preto, que fica na Avenida Padre Rolim e funciona todos os dias, inclusive nos feriados.

 

Contato com a natureza

Os apaixonados com ecoturismo também têm opções. A principal é o Parque Estadual do Itacolomi, que conta com 75 m² de área verde e trilhas para caminhadas e passeios guiados. O parque abriga mirantes naturais, construções históricas e belas paisagens que evidenciam o pico do Itacolomi que está a 1.700 metros de altitude. Outro local bastante interessante é o Horto dos Contos. Um parque que corta o Centro Histórico da cidade e conta com trilhas, fontes, caminhos que levam a outros pontos turísticos e atrações culturais.

 

Minas de ouro

Ouro Preto possuí diversas minas de ouro e pedras preciosas, várias abertas ao público. Entre as que recebem mais visitas, está a Mina de Chico Rei, um ex-escravo e figura mítica da história. Essa é a maior de Minas Gerais, com 1500 metros de túneis, mas a visita guiada não percorre por todos eles. Há também a Mina de Santa Rita e a Mina Jeje, ambas abertas à visitação e com 115 e 160 metros de túneis, respectivamente.

 

Maria-fumaça

Outra atração é o passeio de maria-fumaça, um trajeto de 18km entre Ouro Preto e Mariana, em uma locomotiva de 1949 com interior em madeira, caracterizada ao início do século 20. Durante o passeio, os turistas podem apreciar a paisagem tipicamente mineira, com cachoeiras e montanhas. Aberto apenas finais de semana e feriado.

 

 Sistemas de segurança

Se você vai viajar e não quer ter problemas com a segurança do seu patrimônio, a confira a lista que preparamos para você, que vai deixar seu imóvel mais protegido.

1) Instale câmeras de segurança e alarme. Eles agem de forma preventiva e inibidora. Além disso, com as câmeras, mesmo que haja alguma ocorrência, tudo será gravado e usado como prova e reconhecimento dos autores. Eles também permitem que você monitore em tempo real (por meio de tablet, computador e smartphone) tudo que acontece em sua residência, permitindo tomar providências, mesmo à distância. 

2) Avise seus vizinhos sobre a sua ausência, assim eles podem monitorar movimentações estranhas.

3) Suspenda a entrega de jornais e revistas. O acúmulo de correspondências é um sinal de que a casa está vazia.
4) Programe seu telefone fixo para o modo “siga-me”, assim qualquer ligação para sua residência será transferida automaticamente para o número telefônico que você indicar.

5) Não guarde joias, dinheiro e documentos importantes em casa. Os cofres de bancos existem para essa finalidade.
Todos esses cuidados são preciosos para que você curta sua viagem em paz e volte para casa em segurança, sem surpresas desagradáveis.

Quer se manter informado com dicas e notícias sobre segurança para residências, condomínios, empresas, comércios e indústria. Fique ligado nas nossas páginas no Facebook, InstagramLinkedin ou entre em contato conosco pelo telefone (31) 3377-2913 ou chame-nos no WhatsApp (31) 98309-9151.

As expectativas para o setor de segurança eletrônica e circuito fechado são positivas, cujo setor faturou somente em 2016 R$6 bilhões.

Aumento da violência aquece mercado de segurança eletrônica

As expectativas para o setor de segurança eletrônica e circuito fechado são positivas, cujo setor faturou somente em 2016 R$6 bilhões.

Apesar do momento crítico da economia, com as vendas em baixa e impostos que “arrancam o couro” e inviabilizam qualquer empreendimento, as expectativas para o setor de segurança eletrônica são positivas, já que o Estado cortou investimentos nesta área. Somente em 2016 houve um crescimento de cerca de 5%, com faturamento de R$6 bilhões, e a tendência é que ela siga esse mesmo ritmo de crescimento em 2017.

Outro dado que chama a atenção e é positivo para o setor, é o de um estudo realizado pelo Banco Internacional de Desenvolvimento (BID), divulgado no início desde ano, que mostra que as famílias e as empresas gastam mais que o Estado com segurança no Brasil. Enquanto os cidadãos e os empresários são responsáveis por 47,9% dos gastos, os investimentos do Estado com policiamento, prisões, etc. representa apenas 36,1% do total, investimento esse abaixo da média mundial. A conta é feita com base dos gastos públicos com policiais, sistema prisional e Judiciário. Já os investimentos privados, àqueles relacionados às famílias e as empresas, correspondem o quanto elas gastam para se proteger da violência.

Números da criminalidade

O crescimento da criminalidade nessa época de crise econômica é um dos fatores para o aquecimento do mercado de segurança eletrônica. Estatísticas mostram que em 10 anos a violência no país cresceu assustadoramente, somente o número de homicídios teve uma alta de 23%. De acordo com o Atlas da Violência produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgado no fim do mês de maio entre 2005 e 2015 mais de 508 mil pessoas foram assassinadas no Brasil, chegando a superar o número de mortos por ataques terrorista em todo mundo no ano de 2015.

Além dos homicídios o número de furtos e assaltos também são de assustar. Em Belo Horizonte (MG), por exemplo, em 2016 foram registrados mais de 43 mil roubos à comércios, mas esses números podem ser ainda maiores já que muitas vítimas não fazem boletim de ocorrência. Entre os bairros que lideram o raking de roubos na capital mineira estão Padre Eustáquio, Santa Efigênia e Vila Cloris.

Invista em Segurança

A segurança da sua família e do seu patrimônio é coisa séria. Portanto, na hora de escolher uma empresa de segurança eletrônica (circuito fechado de TV – CFTV, alarmes, etc.) procure por quem é especialista. A Yes CFTV está há 23 anos no mercado e tem soluções completas para você. Técnicos próprios, equipamentos de qualidade e monitoramento sem mensalidades. Quer saber mais, clique aqui.