Yes CFTV -

CFTV(Circuito Fechado de TV) para Condomínio

Yes-CFTV-Soluções-de-segurança-para-condomínios

Os condomínios residenciais, mesmo tendo a barreira da portaria, podem ser alvos de criminosos e precisam de monitoramento. Além disso, é preciso ter soluções de segurança para condomínio como um controle de acesso de quem entra e sai, como visitantes, prestadores de serviço, etc. Outro motivo para ter um bom sistema de monitoramento interno em condomínios é para observar as práticas dos próprios moradores.

Em locais em que há certas regras e onde moram muitas famílias, é preciso manter a ordem. O CFTV (Circuito Fechado de TV) pode ser um dos agentes que irá ajudar a administração dos condomínios residenciais a ter maior controle sobre o que se passa por ali.

Regras para CFTV para Condomínios

Deve-se achar um equilíbrio entre monitorar as áreas do condomínio e respeitar a privacidade dos moradores. Por isso é importante saber quais são os locais que podem e que não podem ser monitorados.

Entre os locais que devem ficar sob a vigilância do CFTV estão as portarias, entradas e saídas de garagens, elevadores, hall social, hall de serviço, entradas e saídas de escadas e rotas entre garagens e elevadores.

As câmeras devem ser uma boa definição de imagem e na hora de instalar os equipamentos, é preciso tomar cuidado para que não haja pontos cegos. As imagens desses locais visam garantir a segurança dos condôminos. Em casos em que é preciso chamar a polícia e se houver alguma investigação, esses dados serão valiosos para chegar a um bom resultado. 

Algumas áreas de uso comum dos moradores devem ser monitoradas a fim de evitar vandalismos ou de identificar autores de ações que vão contra as normas do prédio. Áreas gourmet, salão de jogos e salões de festas são exemplos destes locais. O uso de câmeras nesses lugares pode gerar polêmica entre os moradores, mas sempre há uma saída. Uma delas pode ser manter as câmeras, mas sem que as imagens sejam sempre visualizadas. O acesso às gravações só será permitido caso haja algum impasse a se resolver.

Lugares como banheiros e vestiários não podem ser filmados, já a área da piscina não costuma ter vigilância, mas a possibilidade de se ter câmeras por lá deve ser discutida entre os condôminos.

Cuidados com a instalação e imagens

Todo condomínio deve contratar uma empresa especializada para instalar os equipamentos e fazer a manutenção. O custo pode sair da administração ou ser dividido entre os moradores (essa decisão também pode ser tomada em conjunto).

Quanto ao acesso às imagens, o ideal é que os moradores só possam acessar por meio de pedido judicial. Quando isso acontecer, a pessoa que requisitou as imagens deve avisar o síndico, para que ele não descarte as gravações.

Na prática, o que acontece é que a cada impasse o síndico acaba acessando as imagens junto com os moradores interessados para esclarecer o que aconteceu. E os casos são muitos, desde carros riscados até atos de vandalismo dentro do condomínio.

Para saber mais sobre CFTV, segurança para empresa, segurança para residência, segurança eletrônica, cerca elétrica, interfone com câmera, alarme monitorado e outros assuntos relacionados, acesse outros posts do nosso blog.

%d blogueiros gostam disto: