Yes CFTV -

10 dicas de segurança para supermercados

Você sabia que quase 60% dos comerciantes dizem que já foram vítimas de roubo em Belo Horizonte e que metade deles à mão armada? Em 37,4%, o furto de mercadorias é o maior problema. Dentre elas, bebidas alcoólicas, carnes e azeites são os itens mais visados. Quer deixar seu supermercado, seu comércio,  em segurança? Fizemos uma lista especial com 10 dicas vão te ajudar a proteger seu negócio.

Instalação de sistema de segurança eletrônica: Monitorar tudo que acontece dentro do estabelecimento é de extrema importância. Instalar câmeras no estoque, corredores, caixas, entrada e saída é fundamental. A instalação de alarmes também auxilia na inibição de arrombamentos e invasão. Hoje a tecnologia permite monitorar tudo via internet e armar e desarmar os alarmes pelo celular.

Equipe de Gestão de Perdas: Independente do tamanho, é necessário ter uma equipe de gestão de perdas, para documentar os processos, auditá-los e acompanhar as melhorias a serem implementadas na gestão da empresa. Seja uma pessoa ou um grupo, assumir esta necessidade é o primeiro passo para que o problema seja enfrentado de frente.

Controle das vendas: Avaliar os maiores focos de erro junto aos operadores de caixa e muitos outros cuidados e treinamentos que precisam ser executados junto à equipe de frente de caixa para evitar erros e fraudes.

Acompanhe a validade dos produtos, especialmente os perecíveis: Fazer um controle via sistema da validade dos produtos na entrada já pode ser um bom começo. Administrar os prazos de validades dos lotes dentro do depósito é algo que precisa ser implementado como uma das primeiras tarefas.

Conferência no recebimento de mercadorias: Um bom processo de negócios e um completo sistema de gestão são imprescindíveis para que essa etapa seja perfeitamente controlada.

Gerenciamento de estoques: Toda a gestão dos estoques da empresa, desde o momento da compra, passando pela armazenagem e pela reposição da mercadoria nas áreas de vendas, deve ser controlada muito de perto para evitar excessos e movimentações desnecessárias que em geral geram perdas.

Controle de devoluções e trocas de clientes e devoluções e trocas para fornecedores: A gestão das perdas começa por controles em todas as pontas da cadeia de abastecimento.

Gestão da informação: Dar maior importância ao que se lança nos controles dos sistemas da empresa, garantindo que a informação disponível para os gestores esteja sempre com a qualidade necessária para a correta tomada de decisão. Correta definição do Mix de Mercadorias: Analisar as curvas ABC de estoques, rentabilidade e vendas, evitando estoques excessivos de produtos pouco representados, que acabam se transformando em perdas.

Gestão de Movimentações Internas: Garantir que toda a movimentação de itens dentro da empresa está controlada (mesmo que seja entre departamentos). Cada departamento deve ter o seu controle de perdas individualizado, controlado e auditado.

Gostou? Clique aqui e confira outras dicas e notícias sobre segurança. 

Conheça também as nossas redes sociais (Facebook, Instagram, Linkedin)

%d blogueiros gostam disto: